18) Incompreensão

Por muito que quiséssemos mudar o Mundo, ele nunca mudaria por nós, aí a prova do amor pelo nosso próximo. 
Os sentimentos por vezes, vencem. Uma pedra nos nossos caminhos, hoje seria um problema, amanhã será história.
Tudo o que mais queremos é ser amados, e quando pensamos que temos tudo para tal, fazermos de tudo para que corra da melhor forma e, querermos o bem do outro, a compreensão está ausente por longos e longos dias até que ao fundo, podemos ver um pouco de esperança. Esperança essa, difícil de ganhar, fácil de perder.
Por muito que façamos, muitos valores e virtudes que tenhamos, a última jogada contará  sempre para ganhar ou perder pontos na nossa imagem. Mesmo que sejam absurdas, completamente ao lado... Ou que quando revejamos os episódios, não conhecemos aquelas personagens, naquele preciso momento. 
Queria muito dizer-te que compreendo, mas no fundo, já nem te conheço.
Já tenho saudades de quando compreendias-me, davas-me conselhos, em vez de apontares-me o dedo (Será sempre o julgamento mais fácil!!!), ... Dizeres-me o quanto eu era para ti, apenas tudo em acessório se tornou. Tenho saudades de encheres-me o peito de garra, atitude para seguir o dia-a-dia que desse para dar e vender. O passado não posso mudar. Está feito. Não o poderei apagar com uma borracha. Não o poderei ignorar. Não serei ninguém para omitir o que se passou. Queres tornar o passado em presente, porquê? Tenho saudades quando eras seguro de ti próprio, antes de dares um passo, pensavas tanto nas consequências. Hoje dizes muita coisa sem sentido. Coisas essas que jamais identificaria teu rosto, a proclamar tais palavras. Num dia chuvoso, muita água ali, até fez poço, e tu nem a mim recorreste... Nem a minha opinião procuraste. 
Afinal, quem sou eu numa vida em que não me compreende? Só quero o meu bem, o teu... O "Nosso" jamais quererei saber... As palavras a mais, já tornaram-se incompreensão do meu olhar... 

14 de Outubro de 2011

P.s. Este texto, na data de hoje, foi remexido, de tal forma, a tentar modificar a confusão do meu Português. Um dia, mostro-vos o original (Hehehehe) 



Comentários

Mensagens populares deste blogue

Hoje meu, amanhã teu!

Crónica: Pede-me o Que Quiseres Agora e Sempre de Megan Maxwell | 2 Volume da Saga

Crónica: Pede-me o Que Quiseres ou Deixa-me de Megan Maxwell | 3 Volume da Saga